Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Relógio

por poesianunorita, em 07.07.07

Horas que passam na pressa de passar,

minutos que arrastam as voltas do voltear,

vivos segundos que saltam, saltitam sem sossegar.

 

Relógio meu que bem tentas me apressar

mas só serves para me matar

com a fúria numérica do teu vogar

 

Pára!

 

Deixa-me

 

Não vês que não te quero acompanhar!?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47


2 comentários

De Flá a 08.07.2007 às 10:26

é a primeira vez que visito o seu blog e acho que escreve poesia até com bastante graça, isto é, uma poesia bonita pelo que significa e bastante acessível , uma poesia que pode ser levada a mais leitores, pelo facto de não exigir muito deles, parabéns pelo blog.
cumprimentos

http://souumapinxexalinda.blogs.sapo.pt

De poesianunorita a 09.07.2007 às 12:13

Obrigado pela visita, volta sempre.
Obrigado pelas tuas palavras.
Cumprimentos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog


calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031