Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

No ir e vir das andorinhas...

Setembro 01, 2009

poesianunorita

 

Só nos abismos da felicidade me sinto vivo...

Tudo o resto...

Tudo o resto são borrões.


Pollock's dos dias mornos,

flutuam sem chama,

meus poemas e sonhos enfocam uma realidade branca de papel.

São salpicos de letras de cores expressivas,

aparentemente sem lógica,

mas, pingados de sentimento,

viajam em redes de gigabites,

livres das minhas sedes e vontade.


Fora da minha mão são gritantes estorninhos,

vibrantes andorinhões-pretos,

ramos das minhas veias,

marcas do meu sangue...

pedaços do meu ser...


e no ir e vir das andorinhas folgo os meus sentidos...


Visitantes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D