Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

Inverno

Fevereiro 21, 2007

poesianunorita

Faça o favor de entrar.

Está-se a preparar uma magnifica tarde de chuva.

A toalha de nuvens já está esticada

sobre a mesa do céu.

Os talheres guarda-chuva

saíram da gaveta e estão prontos para serem usados.

 

Hoje,

como entrada, temos Vento soprando frio,

servido em prato irrequieto.

Depois

será servida uma sopa de Trovoada

luminosa e sonora.

 

De seguida virá o prato principal:

Chuviscos regados com chuva grossa

acompanhados por inundações salteadas.

 

E para abrilhantar o final da refeição,

temos um Sol espreitando pelas nuvens

como sobremesa, que está sublime!

 

Com os cumprimentos do “Chef”,

os conhaques e aspirinas

serão acompanhados com espirros, tosse e febre,

servidos no recato da sala de estar

do lar de cada um.

Muito obrigado por preferir o nosso Inverno.

3 comentários

Comentar post

Visitantes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D