Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

vizinho das nuvens

ENTRA E BEBE UM CAFÉ DE POESIA

Jardim

Março 13, 2007

poesianunorita

 

Ao chegar, uma folha me saudou.

O vento, curioso, veio ver quem era,

O sol pela folhagem também espreitou.

E dois melros olharam,

Num repente voaram,

Para avisar ao jardim de quem chegou.

 

O pinheiro grande vibrou com a emoção.

Vieram, então, os pardais cumprimentar-me.

Dos plátanos ouvi a mágica canção

Que só eles sabem cantar,

Que me faz sempre dançar,

E me enche a alma e o coração.

 

2 comentários

Comentar post

Visitantes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D